Chesf vai implantar linha de transmissão de Picos a Tauá

51fd2543-b48a-49a7-bd15-2209cfdbcc06A Estatal anunciou investimento da ordem de R$ 633 milhões para construir nove linhas detransmissão e mais nove subestações. Além disso, 374 quilômetros de linhas serão recuperadas.

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) vai investir R$ 633 milhões na expansão do seu sistema de transmissão de energia este ano. Os recursos serão empregados na construção de nove linhas de transmissão (LT) – totalizando 1.411 quilômetros (km) de novas linhas – e 374 km de linhas que serão recuperadas, além da implantação de nove subestações.

“Os recursos empregados são próprios e fazemparte do programa de expansão da empresa. É preciso manter a posição da Chesf no mercado nacional”, disse o superintendente de Projetos e Construção de Transmissão da estatal, José Nilton.

A construção desses empreendimentos beneficiará os Estados do Piauí, Ceará, Bahia, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba, contribuindo para o reforço no abastecimento elétrico do Nordeste. O investimento total previsto para ser realizado pela estatal é de R$ 1,07 bilhão, sendo R$ 239 milhões na área de geração de energia, R$ 96 milhões em infraestrutura e R$ 110 milhões no reassentamento de Itaparica.

Dentre as novas linhas de transmissão que serão implantadas estão: a de Picos/Tauá, na divisa dos Estados do Piauí e Ceará, Ibicoara/Brumado, Eunápolis/Teixeira de Freitas II, Funil/Itapebi, todas na Bahia, Jardim/Penedo, entre Sergipe e Alagoas, Paraíso/Açu II, no Rio Grande do Norte, além das novas linhas Pau Ferro/Santa Rita II, em meio a Pernambuco e Paraíba, e Paulo Afonso III/Zebu II, em Alagoas.

Também serão implantadas as novas subestações de Ibicoara, Brumado e Teixeira de Freitas II, na Bahia, as de Zebu II, em Alagoas, Natal III, no Rio Grande do Norte, e Santa Rita II, na Paraíba, incluindo também ampliações nas subestações terminais. A Chesf também vai construir uma subestação no complexo industrial e portuário de Suape, o que vai resultar no aumento das linhas de alta tensão naquele local.

Também fazem parte dos novos investimentos a implantação da linha que ligará as subestações São Luís II e III, no Estado do Maranhão. Esses últimos empreendimentos contarão com financiamento bancário e aporte pelas empresas sócias.

INVESTIMENTOS
A Companhia ficou também responsável pela implantação da Subestação Camaçari IV, na Bahia, que fica na região do polo petroquímico de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, a qual vai demandar investimentos da ordem de R$ 78 milhões.

Ainda nos empreendimentos previstos está a implantação dos reforços nas subestações Fortaleza e Fortaleza II, no Ceará, onde ocorrerá a substituição de disjuntores, transformadores de corrente e a aquisição de novos equipamentos para suportar os novos requisitos do sistema.

“Os dados acima mostram, em um ambiente competitivo, que a Chesf tornou-se uma empresa de sucesso e atuação nacional. Hoje o nome Chesf é tido como referência no Setor Elétrico brasileiro”, comentou José Nilton.

A Chesf é uma das maiores empresas do setor elétrico com grande sistema de transmissão de energia elétrica em alta tensão do País, composto por mais de 20 mil quilômetros de linhas operando nas tensões de 500, 230, 138 e 69 quilovolts (kV), que interliga os Estados do Nordeste com os sistemas das outras regiões do País. A estatal tem 110 subestações e um parque gerador de energia no Rio São Francisco com capacidade para produzir 10 mil megawatts (MW) de energia.

27 Comments