Obras da rodovia Transcerrados Recomeça no Piaui

O governador Wilson Martins assinará no dia 24 de maio a Ordem de Serviço para o início das obras da primeira etapa da Transcerrados. O primeiro trecho da rodovia seguirá de Sebastião Leal ao acesso à comunidade Nova Santa Rosa.
O investimento para a primeira etapa da Transcerrados é de R$ 119 milhões e será feito com recursos do Governo do Estado via Banco do Nordeste do Brasil (programa Prodesenvolvimento II).
“Essa é uma estrada que terá enorme impacto em relação ao escoamento da produção de grãos do cerrado. Juntamente com obras de acesso às serras, que o Governo do Estado está viabilizando, dará melhores condições de tráfego aos caminhões e carretas que saem carregados e reduzirá custos dos produtores com logística”, comentou o governador Wilson Martins sobre a importância estratégica da obra para o desenvolvimento do Estado.
OBRA-TRANSCERRADO1
O primeiro trecho da Transcerrados contará com 120 quilômetros, construídos em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), que apresenta alta resistência, e seguirá a plataforma do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) para obras de rodovias federais.
Segundo o diretor do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem, Severo Eulálio, o consórcio vencedor da licitação, formado pelas empreiteiras Hidros e Jurema, já vem colocando máquinas na pista. “Quando a Ordem de Serviço for dada, as máquinas já estarão prontas para dar início às obras”, afirmou. O prazo de execução da obra é de um ano.
Transcerrados
Ao todo, a Trancerrados terá 340 quilômetros de extensão, cortando os cerrados piauienses de Sebastião Leal até a BR 235. O restante da obra será dividido em três etapas: da comunidade Santa Rosa até a Serra do Quilombo (100 quilômetros) e da Serra do Quilombo até a BR 235 (120 quilômetros). O investimento total é de R$ 340 milhões. “Temos o compromisso da presidenta Dilma Rousseff de que faremos juntos a segunda etapa. E a terceira conta com recursos também viabilizados”, comentou o governador Wilson Martins.
Com informações do Governo do Estado

About the author  ⁄ Romeu F Gomes

No Comments